fbpx

Novembro: Ainda há tempo de recuperar as notas?


As férias escolares estão, a cada dia, mais próximas, mas antes desse momento tão esperado para a criançada, vem a grande onda de provas e notas finais.

Nessa fase, as crianças se dividem entre dois extremos: aquelas que estão tranquilas e aproveitando os últimos momentos de diversão dos dias letivos, e as que não conseguem enxergar a luz no fim do túnel para o boletim.

Nesse final de semestre, ainda há chances de recuperar as notas, sim, e os pais podem ser grandes aliados nesse processo. Veja abaixo alguns passos importantes para que seu filho tenha um melhor desempenho escolar e escape da recuperação ou até da reprovação:

Identifique as dificuldades

Muitas vezes, o que resulta em notas baixas não é a falta de vontade de aprender dos pequenos. A dificuldade de aprendizagem e problemas pessoais podem acabar sendo vilões significativos dentro da escola.

Por esse motivo, é importante que haja diálogo entre pais e filhos para que seja possível a identificação da raiz do problema, seja ela pedagógica ou psicológica.

Rotina

Com o incentivo dos pais a cumprirem o papel de estudantes, as crianças se sentem mais preparadas para enfrentarem os desafios da recuperação. A estruturação de uma rotina de estudos é uma boa saída para que as notas cheguem mais altas no final do ano.

Reserve um ambiente calmo dentro de casa, ofereça ajuda e lembre-se que a forma de aprender de cada aluno é pessoal. Isso significa que, enquanto o colega de sala do seu filho consegue ler 50 páginas da disciplina por dia, talvez para ele um método de resumos ou esquemas seja mais eficaz.

O tempo dedicado a isso em casa também não deve ser muito extenso. A criança precisa de pausas para que sua concentração seja plena durante todo o período. Para atingir essa meta, o ideal é que a cada hora de estudo, haja descanso de 15 minutos, sendo que duas horas por dia é um tempo mínimo de estudo razoável para conseguir recuperar as notas baixas.

Reforço

Assim,quando começamos a perceber o baixo desempenho escolar dos nossos filhos, como podemos dar o último gás necessário? Uma das opções são as aulas particulares em complemento às aulas regulares.

O atendimento individual dado pelo professor garante atenção redobrada para a criança e traça estratégias pessoais e direcionadas para suas principais dificuldades.

Além disso, é importante que essas aulas não sejam voltadas para a repetição do tema apresentado em aula, mas sim para novas abordagens capazes de prender a atenção do seu filho.

Pré-férias

É muito comum que os pequenos não pensem em notas altas como grandes metas a serem atingidas. Por isso, na intenção de estimular as crianças a terem um desempenho melhor na escola, procure trazer boas propostas.

Aliás, com uma viagem legal programada para as férias ou uma agenda recheada de passeios e atividades divertidas, eles, com certeza, terão mais foco nos estudos e se esforçarão ao máximo para passar bem por esse período de provas e poder desfrutar desses momentos de folga.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu