fbpx

Terceirão: Último Ano de Escola + Primeiro Ano de Vestibular


A transição entre os períodos escolares é sempre um grande passo para os nossos filhos.

No entanto, quando os desafios do novo ano mesclam-se à tensão do vestibular e às expectativas de um futuro tão próximo e ao mesmo tempo tão incerto, as sensações atingem um patamar único de intensidade, abrindo espaço para um turbilhão de dúvidas e inseguranças.

No terceiro ano do ensino médio, os adolescentes estão frente à um cenário nunca antes explorado. Por meio desse post, você poderá tirar algumas dúvidas sobre o assunto, preparando-se para entender e lidar da melhor maneira com as emoções de seus filhos.

Emoções à flor da pele

Além de toda a pressão envolvida, o que já exige (e muito) do emocional dos jovens durante o último ano de escola, esse período coincide exatamente com um dos momentos mais turbulentos da adolescência, quando os hormônios estão em pico e as emoções começam a aflorar em um ritmo intenso.

Muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo podem atribular a cabeça e o corpo dos mais novos de maneira a gerar desgastes e conflitos internos. Em vista disso, todo suporte é essencial e a melhor maneira de demonstrá-lo é a partir da compreensão, procurando enxergar com sensibilidade e empatia todo esse movimento que está ocorrendo dentro deles.

Novas exigências

Diante da última etapa escolar, as exigências tendem a mudar. Cada vez mais distantes daquelas enfrentadas em anos anteriores, elas adquirem um caráter ineditamente decisivo, o qual pode ser bastante assustador para os nossos navegantes de primeira viagem.

Assim, para que a jornada seja mais tranquila, nada como o auxílio de tripulantes veteranos, não é mesmo? Como adulto, vale trocar algumas experiências próprias, de modo a fazer a garotada enxergar todas essas novas demandas, bem como escolha de carreira, conciliação de tempo, e valor das notas, mais naturalmente, para que, assim, eles consigam organizar-se para resolvê-las de maneira equilibrada e saudável. 

O vestibular

As provas de vestibular são o que fazem do terceiro ano o que ele é, e para ajudar seus filhos a enfrentarem mais esse desafio de cabeça erguida e com muita confiança, algumas atitudes simples podem fazer toda a diferença, como auxiliá-los a dar início a um Plano de Estudo – saiba como clicando aqui!

Evitar comparações, substituir cobranças pelo estímulo, respeitar horários e escolhas, além de estar disponível para ajudá-los a se organizarem e, acima de tudo, acreditar na capacidade deles são algumas dicas que contribuem para um ambiente favorável em que eles se sintam mais confortáveis, confiantes e acolhidos durante todo o processo, abrindo espaço para o sucesso.

O que podemos tirar de tudo isso?

Com altos e baixos, é no famoso ‘terceirão’ que nossos filhos chegam, pela primeira vez, mais perto do que é a vida adulta, aprendendo o valor da responsabilidade e entendendo a necessidade da dedicação e do comprometimento.

Estar por perto é garantir que esta transição seja cada vez mais produtiva, possibilitando um aprendizado completo e ajudando a reverter tensões em coragem e determinação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu