fbpx

Questão de abordagem: como o mundo da fantasia pode ajudar a dialogar com os pequenos


Como já pontuamos em outros textos aqui do blog Vida Inovadora, as histórias infantis e o mundo da fantasia podem ser excelentes aliados no processo de aprendizagem dos pequenos!

Por exemplo, uma linguagem mais divertida, permeada por personagens e referências lúdicas e que se utiliza de metáforas para comunicar é uma excelente maneira de ampliar o diálogo com a criançada garantindo, por vezes, um entendimento e uma absorção até maior sobre determinados assuntos.

É tudo uma questão de abordagem! E se você quer saber mais sobre o assunto, basta continuar lendo.

Diferentes abordagens abrem novas portas

Seja para explicar alguma matéria que as crianças estão com dificuldade, ensinar como realizar determinada tarefa em casa ou até para tratar sobre assuntos mais delicados, quando optamos por abordagens que envolvam aquilo que pertence à realidade dos pequenos, torna-se mais fácil que eles acessem o que estamos querendo passar.

Por isso, ao apostar em metáforas, exemplificar através de personagens, ou utilizar alguns objetos e imagens para simular situações, as histórias, quadrinhos, filmes, desenhos e jogos encontram meios de ensinar possibilitando que a criançada reconheça, em meio à novidade, elementos com os quais ela já está familiarizada. Dessa forma, facilita-se a criação de associações e, consequentemente, o processo de aprendizado.

Trabalhando capacidades e desenvolvendo habilidades

Nesse contexto, portanto, o uso do irreal transforma a imaginação em um meio de aprendizado. O lúdico e o fantasioso trabalham as diferentes capacidades de compreensão e inteligência dos pequenos, pois explora novas perspectivas de interpretação e permite que eles aprendam a partir de novas vias.

Ou seja, escapando um pouco do modelo tradicional e teórico, a absorção dos conteúdos acontece de maneira mais orgânica, sendo possível que as crianças não só explorem suas habilidades e aprendam a usá-las a seu favor, como também encontrem diferentes formas de traduzir informações em conhecimento, além de descobrir e desenvolver novas capacidades.

A imaginação e a fantasia é uma maneira divertida de sair da caixinha, pois torna o aprendizado cada vez mais gostoso, estimulante e completo – tal fórmula é, inclusive, o pilar da metodologia Mind Lab.

O que podemos tirar de tudo isso?

Trazer a fantasia como ferramenta de apoio para o aprendizado pode beneficiar, e muito, todo processo.

De acordo com a idade da criança, buscar elementos que estabeleçam paralelos com a realidade e dia a dia dela é uma excelente maneira de alinhar entendimento e maturidade, ou seja, tornando determinadas pautas mais palpáveis e compreensíveis dos mais novos. Além de tornar tudo mais interessante e divertido! 😊


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu