fbpx

Por que uma alimentação saudável é importante?


Por que uma alimentação saudável é importante? Nós já falamos aqui recentemente sobre como ensinar seu filho ou filha a comer melhor, lembra? Comer melhor significa desenvolver hábitos de uma alimentação saudável e equilibrada que vão perdurar por toda a vida.

Por que uma alimentação saudável é importante?

Porque ela é uma maneira simples e barata de aumentar a imunidade das crianças. Além disso, se você investir na formação de uma cultura alimentar saudável desde cedo, aumenta as chances de que seu filho se alimente com maior qualidade pelo resto da vida.

Portanto, deixe as guloseimas açucaradas para os momentos especiais e para a casa dos avós. Invista, no dia a dia, na educação alimentar de seu filho ou filha. Quanto antes você começar, mais fácil será a aceitação por parte da criança.

Dica de ouro

Um primeiro passo para iniciar esse trabalho: liberte-se da crença de que crianças não podem gostar de frutas, verduras e legumes. Isso é um mito criado pelo senso comum, sem embasamento científico. Se você acreditar nisso, dificilmente conseguirá fazer seu filho gostar desses alimentos.

Sete alimentos

Para ajudar pais e mães na tarefa de educar o paladar de seus filhos e filhas e melhorar a imunidade deles, trazemos hoje uma lista com 7 alimentos importantes para a dieta de qualquer criança. Confira quais são esses alimentos e por que eles são importantes:

Frutas cítricas

Kiwi, laranja, acerola, abacaxi… Todas as frutas cítricas contêm antioxidantes que melhoram a resistência do organismo e protegem nossas células contra os radicais livres.

Tomate

Já que mencionamos os radicais livres, o tomate é um excelente alimento para ajudar a removê-los do corpo, por também ser rico em antioxidantes. O tomate tem a vantagem de também contribuir para a saúde do coração. Outros exemplos de alimentos com antioxidantes são brócolis, couve, pimentão, frutas vermelhas, castanhas do pará e cúrcuma.

Castanhas, nozes, amêndoas e alguns óleos vegetais

Por falar em castanhas do pará, todas as nozes e castanhas, de forma geral, são fontes de zinco e vitamina E. Alguns óleos vegetais também, como os de milho, canola, girassol e gérmen de trigo. O zinco é um nutriente importantíssimo no combate a gripes e resfriados, por exemplo. Cereais integrais, carne, feijão, ervilha e grão de bico são outros exemplos de alimentos ricos em zinco.

Folhas verdes escuras

A produção de glóbulos brancos no organismo melhora as defesas do corpo contra doenças. Alimentos na cor verde-escura, de maneira geral, ajudam nosso corpo a aumentar a quantidade de glóbulos brancos. Alguns exemplos de alimentos com essa função são o brócolis, a couve e o espinafre.

Iogurte

Você já ouviu falar que o intestino é o segundo cérebro do nosso corpo? Isso acontece porque ele tem meio bilhão de neurônios, mais de 30 neurotransmissores e pode funcionar sozinho, sem que o cérebro tenha de comandar as ações de digestão e absorção de nutrientes. É pelo intestino que nosso organismo absorve nutrientes e vitaminas dos alimentos. Por isso, manter a flora intestinal saudável é fundamental para expulsar bactérias do sistema digestivo. O iogurte, assim como outros probioticos, são fundamentais para manter a flora intestinal equilibrada.

Cebola

É um alimento rico em substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antifúngicas e antibacterianas.

Alho

Rico em vitaminas A, C e E, ele ajuda a diminuir a formação de muco nos pulmões, sendo um grande auxiliar no tratamento de tosse persistente.

Não é tão difícil, certo?

Como você pode ver pela lista, muitos dos alimentos citados já fazem parte da dieta diária dos brasileiros. Alho e cebola são temperos muito comuns no dia a dia, bem como o consumo de feijões. O que você precisa, portanto, é balancear um cardápio diário que contemple a oferta desses alimentos aos seus filhos.

Se possível, evite ao máximo os alimentos industrializados, ou comer fora de casa. Por mais saborosos que sejam esses alimentos, eles trazem em sua composição elementos químicos usados para conservação e sabor que podem desequilibrar o intestino. Além do alto teor de sódio, açúcares e gorduras hidrogenadas.

Que tal uma receita?

Vamos encerrar com uma dica de suco verde de maçã, que leva em sua composição:

  • 2 maçãs (fruta rica em vitamina C, sais minerais como cálcio, fósforo e potássio, fibras e no antioxidante quercetina).
  • 1 pedaço pequeno de gengibre (propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e minerais magnésio e potássio).
  • 5 ramos de salsinha (rica em vitamina C, magnésio, clorofila e ácido fólico).

Bata todos os ingredientes no liquidificador, com meio copo de água. Coe numa peneira e sirva imediatamente em seguida. O suco fica doce apenas com o açúcar natural da maçã. Essa quantidade rende duas porções.

Gostou do conteúdo? Confira outras publicações e posts exclusivos no nosso grupo de Facebook. Clique aqui e faça parte.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu