fbpx

Preciso levar meu filho ao médico. E agora?


Na live Mind Lab em Família do dia 28 de maio, a médica pediatra Rejane Casagrande traz dicas práticas simples e fáceis de adotar em casa para impedir reações alérgicas e melhor o sistema imunológico de seu filho

Em tempos de pandemia de Covid-19, os últimos lugares  em que queremos entrar são hospitais e consultórios médicos, certo? Mas e as famílias que têm bebês pequenos e, portanto, precisam de consultas regulares a pediatras? Como devem proceder? E se a criança fica doente? Devemos quebrar o isolamento? Existe alguma forma de melhorar a imunidade da criançada para evitar esse risco?

Na nossa live desta semana, essas e outras dúvidas serão respondidas pela nossa convidada, a pediatra, alergista e imunologista Rejane Casagrande. Alguns dos pontos que serão abordados na live:

       – Posso levar meu filho ao consultório pediátrico? Ele corre riscos?

       – Se ele apresentar febre, como saber se é o caso de quebrar o isolamento e levá-lo ao hospital?

       – A telemedicina funciona? Devemos utilizá-la?

– Crianças com doenças respiratórios como asma, bronquite e rinite estão no grupo de risco. O que fazer se apresentarem crises durante a pandemia?

– Ficar tanto tempo fechado em casa pode levar ao desenvolvimento de alergias?

– Como fazer meu filho usar a máscara?

Além dessas dúvidas, nossa convidada vai orientar as famílias sobre medidas que podem prevenir doenças neste período. Entre as dicas abordadas estão a prática de autocuidado para jovens e adolescentes, os sintomas emocionais que refletem em doenças nos pequenos e hábitos saudáveis que fortalecem o sistema imunológico.

Não perca a live Mind Lab em Família, dia 28/05, às 20h. Inscreva-se gratuitamente!

Se quiser conferir o conteúdo das outras 7 lives realizadas, é só clicar aqui e acessar a playlist completa.


 


1 Comentário. Deixe novo

  • Antonia Couto
    agosto 28, 2020 02:44

    Devemos ficar atentos com a saúde das crianças, e se necessário recorrer a uma consulta online, só em caso de maior gravidade ir ao hospital.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu