fbpx

O que separa a infância da adolescência?


A chegada da adolescência é a primeira grande transição na vida dos pequenos, sendo um momento de adaptações e grandes mudanças para todo mundo dentro de casa.

Pensando nisso, o texto de hoje abordará um pouco sobre as transformações típicas dessa fase e qual a melhor maneira de lidar com elas. Dá só uma olhada!

Transformações por todo lado

Mental, física e hormonal são as mudanças que marcam a adolescência fazendo dela um período tão desafiador. Essa fase não tem aviso prévio e muito menos ordem de chegada.

Uma enxurrada de novidades domina a rotina dos pequenos de maneira avassaladora, transformando todo aquele modelo de vida com o qual eles estavam acostumados por tanto tempo em uma realidade inédita, permeada por novas responsabilidades e diferentes cobranças.

Os espaços, pessoas e contextos os enxergam com outros olhos agora, exigindo cada vez mais autonomia por parte deles, o que pode ser deveras assustador, já que quando se é pequeno as preocupações parecem tão distantes.

Nesse novo cenário, portanto, inúmeras questões, inseguranças e medos podem aparecer e se manifestar por meio do comportamento deles. Tudo é intenso e instável e a absorção dessa carga não é tarefa fácil. E é exatamente aí que a ajuda dos que estão em casa pode fazer toda a diferença.

O papel dos pais

Por mais que a gente queira poupar os pequenos de toda adversidade ou dificuldade, elas fazem parte da caminhada de cada um. Não podemos trilhar o caminho dos nossos filhos por eles, mas podemos cultivar atitudes positivas que podem os auxiliar, tornando as coisas um pouco mais fáceis, como:

– Abra espaço para o diálogo dentro de casa deixando os julgamentos de lado.A partir da conversa, você pode aconselhá-los ajudando-os a enxergar determinadas situações com maior clareza.

-Não tenha medo de falar sobre assuntos mais sérios com eles. A informação é a principal forma de prevenção! 

– Exercite a confiança! Dar oportunidades para que eles demonstrem responsabilidade é uma excelente maneira de desenvolver a autonomia e criar um canal de transparência entre vocês.

Tenha paciência! Lembre-se que você também já passou por tudo isso um dia e exercite a compreensão. Esse momento também está sendo difícil para eles.

– O apoio e uma postura acolhedora por parte dos pais torna-se peça-chave durante esse processo de autoaceitação e autorreconhecimento! Esteja por perto e demonstre suporte.

– Acolher não é abdicar da firmeza! Em alguns momentos será necessário segurar as rédeas, então não tenha medo de exercer o papel de pai ou mãe e agir com autoridade.

O que podemos tirar de tudo isso?

Entender e lidar com as mudanças que acontecem durante a adolescência é um baita desafio para todo mundo. No entanto, o processo se torna mais fácil e saudável quando é enfrentado em conjunto.

Incentive seus filhos a viverem tudo com o coração aberto e esteja presente para auxiliar e acolher com carinho. Essa transição é recheada de aprendizados importantes para a construção do futuro dos pequenos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu