fbpx

5 Dicas para fazer com que a reta final de aula seja mais leve


Como último mês de aulas escolares, novembro, geralmente, traz uma rotina cansativa para as crianças. A tensão das provas finais, reta final e o estudo acumulado de todo ano sobrecarregam e desestimulam os pequenos.

Embora não seja qualquer conversa capaz de dar o gás que eles precisam para seguir em frente nos estudos e em tantas outras atividades extracurriculares, a disposição e participação dos pais com certeza é um diferencial nesse processo.

Você já parou para pensar em como você pode contribuir para o processo de relaxamento dos seus filhos? Acompanhe algumas dicas que podem te ajudar a aliviar o estresse e tornar essa reta final pré-férias mais leve.

Promova momentos de lazer

A atenção voltada única e exclusivamente para os estudos torna a rotina da criança extremamente cansativa. Por isso, é necessário promover momentos de lazer, nos quais os pequenos se sentirão livres para gozarem do tempo sem preocupação.

É claro que deve haver equilíbrio entre diversão e obrigação, mas de nada adianta estudar muito sem estar devidamente focado no que está sendo feito. Dê tempo para que eles brinquem, joguem videogame ou vejam algum desenho, com isso, o cérebro vai conseguir assimilar o conteúdo já visto e relaxar para que sejam compreendidos mais assuntos.

Passe mensagens positivas

Um erro comum entre os pais é a cobrança excessiva. É evidente que um dos papéis da família é exigir determinados feitos das crianças, entretanto, as mensagens positivas são importantes para aliviar a tensão das provas finais.

Os pequenos precisam ser incentivados a estudar por acreditarem que isso é, além de necessário, uma das habilidades competentes a eles. Procure dizer que você acredita no potencial dos seus filhos e que, caso eles alcancem notas boas, as férias chegarão mais cedo.

Use e abuse da criatividade

O estudo monótono já faz parte da rotina da criançada. Uma das possibilidades de despertar o interesse sobre as disciplinas escolares, sem que isso pareça uma chatice, é propor jogos sem pretensão de obrigar ninguém a nada.

Perguntas e respostas podem ser incluídas em momentos como almoços ou passeios em família. Além disso, a inserção do conteúdo na vida cotidiana pode contribuir para que seja despertado o interesse verdadeiro.

Um exemplo dessa situação é o da criança que cozinha com os pais. Enquanto preparam a comida, ela pode observar a ebulição da água na panela, a velocidade em que ferve, se fica pronta mais rápido com ou sem o sal. Tudo isso proporciona a visualização da matéria e, consequentemente, a maior compreensão sobre a temática.

Fiscalize o sono

Muitas vezes, uma noite mal dormida ou a má alimentação são responsáveis pela falta de aproveitamento das aulas e a ausência de concentração nos estudos.

As crianças precisam dormir, em média, oito horas por dia para que descansem de verdade, possam estar dispostas no dia seguinte e absorvam os conteúdos com mais facilidade e efetividade.

Alimentação também é importante

A alimentação está diretamente associada a energia da criançada. Quanto mais colorido for o prato deles, melhor! O ideal é que os pequenos se alimentem bem para estarem dispostos a encararem os desafios que virão pela frente. Afinal, saco vazio não para em pé.

Gostou das dicas? Compartilhe nos comentários se você tiver mais alguma dica que coloca em prática com os seus filhos, em tempos de reta final escolar e um ótimo novembro para todos nós! 🙂


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu