Provas finais: Seu filho está pronto? - Sua Vida +Inovadora

 

Provas finais: Seu filho está pronto?

Mais um ano letivo está terminando. Quem tem filho na escola conhece bem o nível de estresse desse momento. Com as provas finais se aproximando, as crianças começam a ficar ansiosas. E isso pode se refletir em notas ruins simplesmente porque a preocupação excessiva e a pressão podem atrapalhar o desempenho, mesmo daqueles que dominam o conteúdo. Como lidar com isso? Confira as 4 dicas que preparamos para você:

1. Identifique o problema

Os sintomas de estresse podem ser físicos ou emocionais. Na primeira categoria se encaixam as dores repentinas (de cabeça, de barriga, diarréias), mudanças no apetite, náuseas, e gagueira, por exemplo. Começar a roer as unhas, fazer xixi na cama e ranger os dentes durante o sono também são sinais preocupantes. Entre os sintomas emocionais estão agressividade, impaciência, desobediência, medo, choro sem causa aparente e em excesso. Às vezes, até insônia. Se você está percebendo esses sinais, é hora de ir para o passo 2.

2. Aborde o problema

Chame uma conversa com tranquilidade. Tome cuidado para não iniciar fazendo diagnósticos. Frases como “tenho notado que você anda muito ansioso”, por exemplo, podem surtir o efeito oposto, aumentando ainda mais a pressão. Prefira começar perguntando como ele está se sentindo, se tudo vai bem na escola, se algo o incomoda, se ele se sente preparado para as provas, se existem dificuldades. Esforce-se para ouvir e resista à tentação de dar soluções apressadas. Seu filho precisa se sentir seguro para expor o que o preocupa.

3. Crie uma estratégia

Se o seu filho foi capaz de verbalizar o problema, vocês já deram um grande passo. Agora é a sua vez de propor caminhos para lidar com a situação. Essas soluções devem passar pela valorização das qualidades da criança. Afinal, o que ele mais precisa é de reforço da autoconfiança. Sugira que ele chame um ou mais colegas para que estudem juntos, por exemplo. Trocar experiências e ajudar outros em pontos que ele domina podem levá-lo a perceber que ele sabe mais da matéria do que imaginava. Surpreenda-os durante o período de estudos com um lanche saboroso e sugira uma pausa, depois de algum tempo, para que relaxem e brinquem um pouco. Momentos de descanso e brincadeira são fundamentais para diminuir a pressão e melhorar o rendimento da tarde de estudos.

4. Tranquilize o seu filho

O momento das provas chegou? Tranquilize seu filho. Lembre-o de que, independentemente da nota, você sabe o quanto ele batalhou e valoriza o resultado que vier, seja ele qual for. Diga que qualquer objetivo na vida pode sempre ser redefinido e que as conquistas parciais também são muito importantes. Quanto menos ele se sentir pressionado, maior será a confiança na hora de responder às questões e menor a possibilidade de sofrer “brancos”.


Parabéns: você assumiu seu papel de educador!

Todo pai e mãe é um educador. E ao seguir esses passos você está ajudando na educação emocional e social de seu filho. Quer saber como? Então confira:

Passo 2 – Ao conversar com seu filho sobre os medos e aflições, você o fez refletir e o ajudou a entender, reconhecer e expressar os próprios sentimentos.

Passo 3 – Ao propor o grupo de estudos com um ou mais colegas, você ajuda seu filho a praticar a capacidade de trabalhar em conjunto, além de criar uma oportunidade para que ele desenvolva a autoconfiança ao perceber que é capaz de ensinar parte dos conteúdo que domina aos colegas.

Passo 4 – Ao relativizar a importância da nota final, você ensina seu filho a ser resiliente e a lidar de forma mais objetiva com possíveis frustrações.

 

Se você gostou deste conteúdo e quer compartilhar sua experiência, ou tem dúvidas que gostaria de colocar, deixe seu comentário. Nós teremos o maior prazer em responder.